Pastor Elcio Lourenço
Mensagens do Eterno para o seu coração
Textos
Acredito na felicidade, mas...
não consigo ser feliz



Qual foi a última vez que você riu sozinho de algo simples, como procurar os óculos que estavam no seu rosto?

Há quanto tempo você não pára para olhar os animais estranhos formados pelo contorno das nuvens?

Há quanto meses você não tem uma tarde livre, para tomar um suco de laranja ou reler seu livro predileto, sem ninguém por perto?

Você alguma vez sentou-se num jardim para contar quantas formigas passam por lá?

Essas são pequenas coisas que, se faltarem, ninguém nota. Aliás, alguns podem dizer: Olhar nuvens? Rir sozinho?

E sobre a contagem de formigas, isso me foi relatado por um médico PhD que – fazendo Mestrado no Japão, há alguns anos – teve como tarefa do curso passar dias sentado... contando formigas num jardim.

Acontece que esses são só exemplos de coisas corriqueiras que fazemos – quando crianças, ou já adultos – e que mostram o lado singelo da vida.

Sim, o lado ‘leve’, bem diferente das preocupações com a conta corrente, com a promoção no emprego, com o MBA que eu preciso terminar, com a compra da casa nova. Com tanta coisa grandiosa que, afinal, não deixa a gente...viver bem.

E vem a pergunta: por que eu não sou feliz?

Pode parecer uma idéia um tanto prosaica, mas pessoalmente eu concordo que, muitas vezes é mais fácil transpor uma montanha do que se livrar de um punhado de seixos colocados em nosso caminho.

Seria isto derivado da motivação dos alpinistas, que escalam impulsionados apenas pelo desafio de que as montanhas estão lá? Ou teria relação com o fato de que não damos importância para pequenas coisas e elas acabam nos pegando de surpresa?

Jesus, ao orientar o comportamento do nosso dia a dia, falava à multidão no sentido que se livrassem da ansiedade, hoje conhecida como estresse, e para isto usou a figura comparativa das aves dos céus e dos lírios do campo (Mateus 6:28).

Seguramente nós não somos aves – nem lírios – e parece óbvio que precisamos de um suporte maior, mesmo porque nossa capacidade de raciocinar nos impulsiona para grandes soluções e realizações que transcendem o mero vestir e comer, mas continua válida a idéia da simplicidade na qual tais seres mais simples enfrentam em seu viver.

Preocupamo-nos em ter uma boa imagem junto aos chefes, mas nos esquecemos de cumprimentar os colegas ou a copeira. Queremos que nossos filhos obtenham diplomas que os façam pessoas bem sucedidas na vida, mas não temos tempo de parar e conversar com eles sobre seus problemas.

Falamos muito da política, da economia, dos grandes eventos mundiais, como se pudéssemos transformar o planeta, mas não levamos a sério pequenos gestos que protegem a ecologia e tornam o ambiente mais agradável para nosso próximo.

Mais sério de tudo é mergulhar em filosofias e práticas religiosas, julgar as pessoas pelo que fazem, pretender ser dono da verdade, mas jamais se deter para agradecer a Deus e adorá-lo em Espírito e Verdade (João 4:23).

Isto tudo não é uma mera questão de atitudes, mas de consciência interior, pois estamos cercados de beleza, de flores perfumadas, pôr do sol dourado, sorrisos de crianças, pessoas lindas e vemos tudo sob um ângulo triste negativo, pois nosso olhar, como ensinou o Mestre, não é bom (Mateus 6:22).

Se não gostamos do que vemos queremos mudanças, mas isto não vai nos levar a uma solução, a menos que mudemos a nós mesmos.

A grande realidade é que não há como secar o mar, mas sim aprender a nadar, e, com Deus, é bem possível que você consiga andar sobre as águas.

Isso quer dizer: nada é impossível.

Então, relaxe hoje. Dê um tempo para você mesmo. Desfrute pequenas coisas, entregando os desafios e problemas para quem tem o poder para resolvê-los: Deus.

E não se esqueça do pôr do sol, das nuvens, das flores e... das formigas.

www.pastorelcio.com
Pastor Elcio
Enviado por Pastor Elcio em 24/05/2011
Alterado em 25/05/2011
Comentários
Site do Escritor criado por Recanto das Letras